No Brasil, os cursos de pós-graduação dividem-se em dois grandes grupos: lato sensu e stricto sensu. Expressão em latim que significa “sentido amplo”, os cursos de especialização lato sensu justificam o termo, pois são destinados a vários tipos de carreiras, têm carga horária variável e englobam desde cursos de especialização a MBAs (Master in Business Administration) e masters. Ao contrário do stricto sensu, sua aplicação é mais prática, voltada para o mercado de trabalho corporativo.
A exigência mínima para ingresso é a apresentação do diploma do curso de superior, mas também pode ser solicitada entrevista ou análise do currículo, de acordo com os requisitos estabelecidos no edital de cada curso.
Esse tipo de especialização só pode ser oferecido por instituições de ensino superior credenciadas (confira a lista no site http://emec.mec.gov.br) e em suas áreas de competência, experiência e capacidade instalada.
Além disso, ela não pode simplesmente chancelar ou terceirizar os certificados emitidos, sendo a responsável direta pelo curso, o que significa desde a elaboração do projeto pedagógico à metodologia e ao corpo docente.
Cadastre seu e-mail